Halysson Ferreira e Viviane Favery faturam o título do Brasileiro de MTB Marathon 2015

31, DE AGO
Halysson Ferreira e Viviane Favery faturam o título do Brasileiro de MTB Marathon 2015

Não faltou emoção na disputa do Campeonato Brasileiro de Mountain Bike Marathon 2015. Neste domingo (30), mais de 400 ciclistas encararam com muita garra e técnica o percurso duríssimo de 90km montado na cidade de Picos, no sertão do Piauí. Nem mesmo o sol forte de 35 graus, com sensação de mais de 40, desanimou os atletas, que também puderam conferir de perto as belezas do Vale do Rio Guaribas.

Na elite feminina, a paulista Viviane Favery, que compete avulso, fez uma grande prova, completando o percurso em 4h32min06s, e superando a catarinense Tania Clair, da equipe FMEL Itajaí, campeã de 2014 da prova, que neste ano ficou com a medalha de prata a mais de quatro minutos da campeã, marcando 4h38min31s. Ana Luisa Korc, também de Santa Catarina, da ADI/Indaiatuba, fez o percurso em 4h50min37s e completou o pódio com o bronze.

“Essa prova é muito dura, ela me favoreceu muito nos planos, consegui imprimir um bom ritmo, foi quando eu consegui distância da minha adversária. Mas o tempo todo eu fiz uma prova de fuga, não deu para aproveitar nada, só conseguia que a qualquer momento as meninas iriam chegar”, disse a campeã.

Disputa masculina

Após uma disputa intensa na Elite masculino, o grande campeão foi o mineiro Halysson Ferreira (Velo/SEME Rio Claro), que apostou em uma tática agressiva, acelerando ao máximo logo no início da prova, terminando com 3h36min49s. No final, Hallysson sentiu o cansaço e o desgaste dos 90km percorridos sobre trechos de areia, pedras, subidas íngremes e descidas técnicas que exigiram toda a atenção dos competidores, mas cruzou a linha de chegada muito feliz com a realização de um sonho.

“A sensação é muito boa, ver que um trabalho duro de três ou quatro meses visando a prova faz a gente saber que todo o esforço valeu a pena. É muito gratificante consegui chegar e realizar o meu sonho de ser campeão brasileiro de maratona. É preciso muita raça para completar a prova, é muito desgastante. Consegui uma boa vantagem no início da prova, no fim da prova muitas câimbras, dores nas costas, mas deu tudo certo”, comemorou o campeão.

O segundo lugar ficou com o experiente ciclista Marcelo Moser, de Santa Catarina, seguido pelo carioca Wolfgang Olsen, terceiro. Ambos competiram avulso. Outras nove categorias oficiais também premiaram seus campeões. Na Sub-30, vitória de Leonnardo Botelho (TSW Team/Bike Trilha/ R. Treino/Drogaria Farma Minas). Na Máster feminina, Nara Faria levantou o troféu de campeã. Na Máster A1 o ouro ficou com José Alberto Feitosa, enquanto Willian da Silva venceu na Máster A2 e Silvio Amorim na Máster B1. Wagner Commodoro ganhou na B2. Dorivaldo Abreu faturou o título na Máster C1, e Larry Martins subiu ao topo do pódio na máster C2, enquanto Helio Carvalho sagrou-se campeão da Veterano (60 anos +).

“Estamos muito felizes por termos produzido mais uma prova de muito sucesso, tanto para os competidores como para o público. A menos de uma semana organizamos a Copa Norte-Nordeste de Ciclismo de Estrada e, no início, encaramos como um grande desafio a realização de dois grandes eventos em um único mês, mas agora estamos com a sensação de dever cumprido.  O Piauí está se consolidando como uma das principais sedes na produção de grandes eventos e isso certamente irá fortalecer cada vez mais o ciclismo regional e nacional, sempre com o objetivo de desenvolver o ciclismo em todas as suas formas”, contou George Rodrigues, presidente da Federação de Ciclismo do Piauí.

ASSESSORIA DE IMPRENSA CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO

Voltar ao topo