Cilindro de CO2 ou Bomba Mini?

04, DE FEV

O uso do cilindro de CO2 para encher pneu de bike é bem comum no ciclismo hoje em dia. O acessório que ajuda demais para quem não quer perder tempo enchendo na bomba.

Por outro lado, a bomba de ar, muito comum e visto em grande quantidade nos bolsos dos ciclistas, cumpre a função de encher e calibrar o pneu.

Mas afinal, quais são as vantagens e desvantagens de cada um desses dos dois sistemas?

Nós avaliamos e apresentamos qual é o melhor para cada necessidade do ciclista e como você pode argumentar com o seu cliente.

 

CILINDRO DE CO2

Vantagens:

– Menor tempo para encher o pneu
– Mais compacto
– Menos esforço
– Ideal para montar sistema Tubeless

Outra vantagem do CO2 é que ele elimina a necessidade de compressor ou bombas de pé para fazer a montagem do sistema tubeless. Com o cilindro, basta fazer a montagem do sistema e liberar o jato de ar para vedar o pneu ao aro.

A maioria dos modelos de CO2 não possuem calibrador de pressão, impossibilitando a regulagem do pneu. O que de fato, não é um grande problema, já que ele servirá mais para emergências e quando é necessária uma parada rápida.

 

Desvantagens:

– É um recurso finito e descartável
– O preço é mais alto
– Não possui manômetro

Além disso, é altamente aconselhado o uso de luva ao fazer a aplicação do CO2. Devido à alta pressão que o gás é liberado, o cilindro pode chegar a temperaturas negativas e causar danos às mãos. Por isso, recomendamos sempre a utilização de luvas.

Se possível, opte pelos modelos que possuem mangueira. Dessa forma será mais seguro que a válvula não quebre e será mais fácil para fazer o engate do sistema à válvula.

Veja mais sobre os calibradores da Thumbs Up neste vídeo.

 

BOMBA MINI

Vantagens:

– Existem modelos mais barato
– Ligeiramente mais leve que os cilindros de CO2
– Dura mais tempo

Apesar de não ser útil da montagem do sistema tubeless, a bomba de ar serve para fazer a manutenção e, no caso das bombas com manômetro, fazer a calibragem do pneu. Caso você necessite de usar a pressão ideal, sem dúvidas aconselhamos que opte por uma bomba com calibrador.

 

Desvantagens:

– Exige mais esforço para encher o pneu
– Em alguns aros pode ser mais difícil encaixar a bomba
– Pode amassar e até quebrar o bico e a válvula

Além de que uma bomba de baixa qualidade pode te deixar na mão, amassando o bico da bomba ou simplesmente não fazendo o papel dela na vedação do sistema.

Se você pode investir um pouco mais, aconselhamos que compre uma bomba de alumínio que é mais resistente e fuja das bombas de plástico.

 

CONCLUSÃO

Se você ou o seu cliente pedala esporadicamente, opte por uma bomba de qualidade. Se for escolher uma bomba, escolha uma de alumínio, com bico resistente e com manômetro. Deixe claro que o barato pode sair caro.

Se o seu cliente compete ou faz treinos mais intensos, opte pelo cilindro de CO2. Além de mais compacto, na hora da prova será muito mais rápido a manutenção, caso for necessário, e garantirá um gás a mais para finalizar o percurso.

Se o cliente ainda tem dúvidas de qual escolher e precisa dos benefícios dos dois sistemas, aconselhe o seu cliente a investir um pouco mais e ter os dois equipamentos. Assim, em qualquer momento ele estará bem preparado.

 

Inclusive, se você deseja comprar reguladores de pressão e cilindros de CO2, estamos com uma condição especial para este mês.

Para saber mais e consultar os valores, clique no botão abaixo e fale com os nossos vendedores.

Voltar ao topo